Apenas 1 conselho às mães! Qual você daria?

Em 10.09.2015   Arquivado em Mundo Mãe

Há dias venho pensando nos conselhos que me deram desde quando engravidei, e várias coisas me passaram pela cabeça: “aproveite para dormir” :roll:, “pode comer por 2, você está grávida” :shock:, “você já está com 4 meses (16 semanas) e só engordou 1,5kg? Seu bebê vai nascer desnutrido!” :cry:, (sim, eu ouvi isso) e várias outras coisas, mas o mais importante eu achei nos livros que li: “Crie uma rotina para o bebê” :grin:. Essa é a única dica/conselho que dou para as mães e futuras mamães que encontro pelo caminho e me perguntam algo sobre a maternidade.

Várias leituras sobre o universo da maternidade, mundo dos bebês e crianças, educação durante a gestação e o que mais me chamava a atenção era a palavra “rotina”. Comecei a lembrar da minha infância e reparei que até meus 12, 13 anos eu tinha uma rotina em casa: era escola pela manhã, chegava em casa e almoçava, brincava na rua ou prédio (pois ainda éramos crianças e brincávamos de casinha nessa idade rs), depois tinha o café da tarde, assistia televisão, fazia alguma leitura ou jogava video game e, enquanto minha mãe estava fazendo o jantar, era hora do “dever de casa” a famosa lição da escola, pois minha mãe estava ao lado caso precisávamos de ajuda (eu e meu irmão). Depois do jantar, lá pelas 9 horas já estávamos na cama. Todo dia as 21 horas estávamos deitados e dormindo. :eek:. E eu amava!!!! haha Sempre amei dormir e, dormir pouco, até hoje, me deixa muito mal humorada. Claro que nos fins de semana tínhamos exceções e os horários e regras mudavam as sextas a noite, mas voltavam no domingo a noite, após a igreja.

Conversando com meu marido (que também leu alguns trechos que eu separava desses livros), chegamos a conclusão que Pedro teria uma rotina desde a sua chegada em casa e, mesmo ouvindo muitas opiniões contrárias, nos mantivemos firmes e fizemos o teste. Foi a melhor escolha (para nós)! Tenho certeza que isso o ajudou, e muito, ao ser um bebê tranquilo, calmo e regrado, e até por ele dormir sozinho no berço sem embalos e/ou chacoalhos, pois sabia que a hora que eu o colocava no berço era a hora de dormir.

Um bebê não tem noção de tempo e espaço, mas grava bem todas as tarefas que temos e fazemos com ele durante o dia e a noite, logo saberá que após comer é hora de brincar, depois é hora do banho e vem seguido de uma historinha e do sono, por exemplo.

O livro que mais me apeguei durante a gestação inteira e se tenho alguma dúvida corro para ler é “Os segredos de uma encantadora de bebês”de Tracy Hogg com Melinda Blau. Super indico esse livro e digo mais: (haha) tudo que coloquei em prática deu e dá certo até hoje! Vale a pena a leitura!

Não se assuste com tantos post-its. Os rosas são meus lembretes e os verdes as leituras do marido. hahaha

Bom, meu conselho é criar uma rotina para o bebê, pois automaticamente você, a família e a casa também terão uma, e o descanso, ânimo e prazer farão parte do dia-a-dia.

E você, qual dica/conselho daria a uma mãe de primeira, segunda, terceira viagem? Compartilha aqui com a gente! 🙂

Beijos!

Comentários

comentário