Papinhas salgadas! Yummy

Em 06.05.2015   Arquivado em Alimentação

Semana passada comecei a falar sobre a introdução alimentar do Pedro e contei sobre a parte dos sucos e frutas. Hoje vou falar das papinhas salgadas, vamos lá?


Dentre a lista de “material” que o pediatra me deu para iniciar a alimentação do Pedro, consta uma lista chamada “Papa de Hortaliças e Cereais”, onde me baseio até hoje para fazer a comida do baby. Ela é assim:

 

A – Carne: vaca, frango, miúdos (fígado, moela, coração) 100grs.

B – Cereais: arroz, farelo de aveia, farelo de germe de trigo, macarrão, fubá (1 colher de sopa) nunca fiz com fubá

C – Feculentos: batata, cará, inhame, mandioca, batata doce.

D – Legumes*: (cenoura, abóbora, beterraba), (abobrinha, quiabo, chuchu, vagem, brócolis), (berinjela, couve-flor, nabo, aipo, mandioquinha) 

E – Verduras: alface, couve, espinafre, escarola, repolho, chicória, acelga, agrião, rúcula, etc.

F – Leguminosos: (após 7 meses) feijão, soja, lentilha, grão de bico, ervilha

G – Temperos: sal, cebola, alho, cheiro verde, manjericão, alecrim, coentro.

H – Óleo vegetal (2 – 3 colheres de chá), azeite ou margarina (1 colher de chá)

 

*Os legumes estão separados por parênteses por causa do grupo de cor. Como o Pedro é bem branquinho, é recomendado não misturar cenoura com beterraba, por exemplo, pois ambos tem cores fortes.

 

No modo de preparo, separava todos os ingredientes. No início não refogava a carne, colocava 500ml de água fria (filtrada), adicionava a carne e esperava abrir fervura. Aos poucos adicionava um tipo de cereal, logo após um tipo de feculento, hortaliças e, por último, a verdura. Após tudo estar cozido, retirava os pedaços de carne e amassava com um garfo o restante para ficar o Pedro já notar uma certa consistência. Ele nunca engasgou. Os bebês tem o chamado “Reflexo de Gag que é um importante mecanismo de defesa contra engasgo, e que no bebê, ele é anteriorizado fazendo cuspir antes que o alimento chegue na garganta. (Prometo falar mais sobre o Reflexo de Gag aqui no blog.)

 

Apenas quando fazia papinha com beterraba, por ela ser mais durinha, batia no mixer para ela ficar com pedaços menores, pois se deixasse toda a papinha ferver apenas por causa da beterraba, os nutrientes dos demais ingredientes se perderiam.

 

Hoje, antes de adicionar a água filtrada, refogo a carne ou frango com óleo de canola, alho e cebola… dá um gostinho a mais na papinha e a deixa super gostosa! <3

 

Confesso aqui que já estou com saudades de fazer comidinha para o Pedro. Ele está com 10 meses e sei que logo mais o pediatra falará que ele já pode comer a nossa comida. Sei que ficará bem mais fácil e tranquilo para mim, que não precisarei carregar a papinha congelada dele pra lá e pra cá, mas sou sentimental. Haha Hoje ele já come carninha desfiada, gema de ovo, peixe tudo em pedacinhos. É uma gostosura ver como mastiga! Rs

 

Espero ter ajudado, pois sei bem como mil pensamentos tomam a nossa mente com medo de errar na hora da alimentação do baby. O que mais queremos é ver os números da balança – deles- subindo! <3

 

Beijos!

 

Ah, se tiver alguma dica ou sugestão é só deixar aqui embaixo nos comentários! 🙂

A rotina do Blog!

Em 03.05.2015   Arquivado em Mundo Mãe
Image via Rubicon Project.

Image via Rubicon Project.

Olá!!! Aqui no blog pretendo seguir uma rotina para escrever sobre alguns temas, e pensei no seguinte:

Segunda-feira: Casa (que vai envolver: decoração, alimentação para adultos rs, novidades para o lar. Tudo que temos dentro de uma casa)

Terça-feira: Alimentação Infantil

Quarta-feira: Família (que abrange bebês, nós – mulheres, marido, pais…)

Sexta-feira: Festas (infantis, casamentos, chás…)

Também postarei aqui acontecimentos/vídeos que forem notícias quentinhas, seja informativa ou apenas distração, pois precisamos e muito esfriar a cabeça. 🙂

Espero que goste e que me acompanhe por aqui! Sugestões e compartilhar o que você pensa é super bem-vindo. Fique a vontade! <3

4 anos da minha família!

Em 29.04.2015   Arquivado em Mundo Mãe
Em fotos, 9 anos das nossas vidas.

Em fotos, 9 anos das nossas vidas.

Olá, pessoal! Hoje é quarta-feira, e todas as quartas falarei aqui da mulher e/ou família. Para começar, quero apresentar a minha família! 🙂

Eu e o Thiago (meu lindo marido) nos conhecemos pelo MSN em janeiro de 2006 por meio de um amigo em comum, Guga. Não, não foi por querer. O Thi pediu ao Guga o MSN da “Lá”, que tinha conhecido em uma festa na noite anterior, e o Guga devia ter umas 20 “Lá” nos contatos e passou o meu por engano. Aí, imaginem a confusão para eu simplesmente falar que não era a garota que ele pensava. Toda essa confusão porque que eu não tinha foto no MSN, usava uma carinha bonitinha, pois me achava (e ainda acho) horrível nas fotos, além da minha mãe ser receosa na época. rs

Papo vai, papo vem, esse garoto quis me conhecer pessoalmente. Haha Comecei a ficar com medo e o bloqueei. Simples assim. Mas aí, me achou no Orkut –“. Após 2 meses de conversas on-line – e a insistência em me conhecer pessoalmente – o convidei para assistir uma peça na igreja que frequentava, e ele aceitou e foi com 2 amigos. Após a peça, minha mãe, muito receptiva, convidou os garotos para irem em casa junto com os outros jovens comer e conversar. Nessa hora o meu papel com o da minha mãe inverteu: fiquei brava com ela por mal conhecê-los e já convidar para ir em casa. E se fossem maníacos? Haha Felizmente não eram. Conversamos, jogamos sinuca e, a partir daí, começamos uma amizade real. Isso foi em fevereiro/2006, mais ou menos. No dia 12 de março, aniversário do Thi, aconteceu nosso primeiro beijo (ele roubou), e no dia 30 de abril começamos a namorar. Confesso que não colocava muita fé, Thiago me venceu pela insistência (ele fica bravo quando digo isso, mas é verdade), e amanhã, 30, completaremos 9 anos juntos!!! Sim, 9 anos! 5 anos de namoro e 4 de casados para sermos eternos namorados! <3

O Thiago foi meu primeiro e único namorado

Ano passado ganhamos o melhor presente que poderíamos receber: Pedro, um sonho de bebê! Então esse ano terá um gostinho diferente nossa comemoração. Será mais caseira, mais tranquila, pois queremos que nosso baby celebre conosco essa data.

Hoje somos 3, mas não pretendemos parar por aí… quem sabe mais 1 ou até mais 2 😮 !!! rs

E a sua família, como é? Imagino que deve ser linda, como a minha!  J

Beijos!

 

Introdução Alimentar

Em 28.04.2015   Arquivado em Alimentação

Olá, mamães e futuras mamães! Como estão?

As terças-feiras falaremos sobre papinhas, frutas, alimentos em geral dos bebês até idade indeterminada.. rs

Confesso que na consulta de 5 meses do Pedro, quando o pediatra me disse:  “vamos falar sobre a introdução alimentar do Pedro…” a partir desse momento não consegui escutar mais nada, absolutamente NADA! Meu pensamento era somente: “Como assim? Não serei a única fonte de alimento para meu filho? Ele não vai mais depender só de mim? Ele está começando a ser independente!!!!!!!!” hahahaha Pois é, sou trágica! Meus olhos encheram de lágrimas e aí, só escuto o pediatra dizer: “entendeu?”

Oi? Como assim? Entendi o que, doutor? Que outras pessoas vão poder me ajudar nessa tarefa? Ótimo! Que eu terei que diminuir as mamadas? Não muito! Mas espera um momento… me ajuda e começa do início! Com a bondade em pessoa, o doutor explicou tudo novamente. Consegui ouvir um pouco, mas acho que viu meu “estado de choque” e disse que eu aprenderia mais na prática e a receita com a lista de todos os ingredientes iria me auxiliar e muito no início (confesso que até hoje me ajuda).

Sim, vim chorando do consultório até a minha casa. Foi uma mistura de sentimentos bons, egoístas, ótimos e novos. Meu marido perguntando o que houve sem entender nada dos meus pensamentos… minha mãe rindo quando contei a ela ao telefone… mas a gente se entende. Não é? (Diz que siiiiimmmm!!!)

Pedro teve amamentação exclusiva até os 5 meses e meio. A introdução alimentar dele não começou aos 6 meses exatos, porque caiu bem no Natal (muita gente, agitação, mudança de rotina por causa das festas) e logo em seguida, dia 29, fomos para Manaus (mudança de ambiente, clima, fuso horário, pessoas que convive habitualmente), na casa dos meus sogros passar virada de ano e um pouco das férias , ou seja, por TODOS esses fatores, decidimos antecipar um pouco a introdução para ele não “sofrer” com tanta mudança e ter menos o leite materno em meio a isso tudo!

Pois bem, peguei a câmera para filmar a carinha dele quando tomasse pela primeira vez o suco em uma linda manhã. A cara do bebê? Amou! Dias depois foi a vez das frutas, também não teve careta, só choro quando acabava. Mesma coisa com a papinha salgada! Acho que vou conseguir pegar uma careta quando der limão mais pra frente! 😡 (até parece!)

Aqui em casa foi assim:

Pedro tomando suco de beterraba

Pedro tomando suco de beterraba

Introdução Alimentar

Primeira semana = Sucos

  • Laranja Lima
  • Cenoura
  • Beterraba

Suco de cenoura e beterraba faço na centrífuga. Basta coloca-los sem casca que sai o próprio suco deles. Não precisa adicionar água e açúcar.

O início foi com 20 ml, aumentando 20 ml por dia até chegar em 100 ml.

Segunda semana: Papa de frutas

  • Mamão
  • Pêra
  • Maça
  • Banana (maçã ou prata)

O início foi com 5 colheres de chá, aumentando 5 colheres de chá por dia até 100gr.

Depois, foi a papinha salgada no almoço, mas aí fica pra semana que vem com receitinhas! <3

Como foi a Introdução alimentar por aí? Já começaram? Estão pesquisando muito para começar? Conte aqui pra gente!!
*Muito importante consultar o pediatra antes de introduzir novos alimentos para o bebê!

Página 4 de 512345