Vamos organizar suas finanças?

Em 15.06.2016   Arquivado em Mundo Mãe

Oi, gente! 🙂 O Post de hoje é sobre finanças. Achei válido trazer aqui no Blog, pois estamos enfrentando tempos difíceis e nada como um planejamento para melhorar – ou pelo menos não piorar – nosso bolso. Quem fala pra nós é Dora Ramos, educadora financeira e diretora da Fharos Contabilidade & Gestão Empresarial. Vamos conferir?

“Ainda que o endividamento das famílias tenha recuado de 59,6% em abril para 58,7% em maio, o primeiro semestre não foi nada fácil para grande parte da população. Uma pesquisa da Confederação Nacional do Comércio (CNC) mostrou que do total das famílias brasileiras, 23,5% têm mais da metade da renda mensal comprometida com o pagamento de dívidas.

Mesmo que você não se enquadre nesse cenário, agora é o momento certo para todos analisarem e organizarem as finanças a fim de ter um segundo semestre mais tranquilo. Afinal, 2017 chegará num piscar de olhos e acredito que ninguém queira iniciar um novo ano cheio de dívidas e sem perspectivas de melhoria.

 

O balanço financeiro pode ser feito por meio de uma planilha que contenha os principais gastos obtidos desde o início do ano. Dessa forma, deve ser analisado quanto de bens supérfluos você adquiriu para não repetir a dose no segundo semestre. Outra dica é que, para as dívidas contraídas em longo prazo – especialmente em cheques, carnês e cartões de crédito -, recomenda-se a checagem do prazo de vencimento dos débitos, evitando ao máximo que fiquem contas para os últimos meses e, de maneira alguma, para o próximo ano.

 

É importante também tentar criar um fundo para as despesas de início de ano, já que daqui seis meses chegam os impostos e contas como IPVA, IPTU, rematrícula e material escolar. Essa é uma boa alternativa para quem não quer desembolsar uma alta quantia de uma só vez ou então assumir parcelas de longo prazo.

 

Entrar em situação de endividamento é algo que tira o sono de qualquer pessoa, por isso, o mais indicado é que se tenha bom senso, sem se deixar levar por atos impensados. É preciso olhar para a atual conjuntura econômica com uma visão mais analítica, comprar de forma mais consciente e diminuir gastos desnecessários.

 

Para evitar complicações financeiras, é fundamental que os consumidores menos prevenidos se programem, mantenham o foco em gastos realmente imprescindíveis e evitem, desse modo, o acúmulo de dívidas para o final de ano, época que sempre queremos um dinheiro extra para gastar. Afinal, manter as contas em dia e o nome limpo é um fator importantíssimo para encerrar 2016 com tranquilidade e de bem com a vida!”

Espero que tenham gostado das dicas. Por aqui já vou sentar com o marido e praticar! 😉 

Beijos! 

Dora Ramos é educadora financeira e diretora da Fharos Contabilidade & Gestão Empresarial – www.fharos.com.br

A celebração da Páscoa no meu lar

Em 28.03.2016   Arquivado em Mundo Mãe

Para cada família, a Páscoa tem um sentido e um jeito de celebrar. Esse ano, aqui em casa, ela teve um gostinho mais especial, pois na parte da manhã fomos buscar meu marido Thiago, pai do Pedrinho, que estava viajando a trabalho há 15 dias.

Mas como celebramos a Páscoa aqui em casa?

Sou de família cristã e lá em casa nunca foi alimentado a questão do coelhinho na Páscoa, Papai Noel no Natal, entre outros, mas também minha infância teve muita alegria, humor e verdade. Sempre soubemos que isso era algo lúdico, algo mais comercial mesmo, pois sempre foi falado a mim e aos meus irmãos o verdadeiro sentido de cada data. E hoje eu amo saber que fui criada assim! ♥ rs

Meu esposo também é evangélico e desde quando sonhávamos com a gravidez já falávamos nesses pontos e sempre concordávamos com o tipo de criação que Pedro teria, e tem hoje.

Pedrinho ganhou ovos de chocolate da vovó Nelly e vovô Carlos e amou os brinquedos que vieram neles (e os papais os chocolates rs), ganhou também uma linda camiseta de super-herói da vovó Eusa que substituiu o chocolate que ele ainda não come. rs Ele também veio fantasiado de coelhinho da escola junto com o ovo que ganhou de lá, tudo muito comum como outra criança qualquer. E o que fizemos de diferente?

Falamos para ele que Cristo morreu na cruz por nós. Morreu para que nós pudéssemos viver e ter vida em abundância (João 10:10). E contamos que no terceiro dia Ele ressuscitou! Ele vivo está e Ele é a nossa esperança para esse mundo que está um caos. (Lucas 24:5-6) Acredite, ele ficou prestando muita atenção como presta em todas as historinhas que contamos, mas fiz questão de frisar que essa aconteceu de verdade e por todos nós! † ♥

Pedro com seus ovos de pascoapedro abrindo os ovos de pascoa

 

 

 

 

 

 

 

pedro de coelhinho da pascoaQue a Páscoa tenha um sentido verdadeiro pra você e sua família! O lado comercial é muito apelativo não só nessa data, como em todas as outras, e temos que tomar cuidado para que o verdadeiro sentido dessas datas não seja apenas pelo impulso de compras, mas de trazer a memória o real motivo para a celebração dela.

Mais sobre a Páscoa em diversas versões

Tenho uma novidade e gostaria de dividir com vocês, pois precisamos compartilhar coisas boas! rs

Estou fazendo parte de um grupo chamado MPB – Mães e Pais Blogueiros e juntos traremos várias coisas bacanas! (Aguardem!) E, como início desta parceria, todos nós escrevemos uma matéria sobre a Páscoa, cada um com a sua visão sobre o tema, e deixo aqui embaixo os blogs relacionados para que vocês possam conferir e conhecer mais blogs sobre esse incrível mundo da maternidade/paternidade!

Mamãe Sacchi

Manual de Uma Mãe

Maternidade Sem Frescura

♥  Lancheira do João

As Passeadeiras

Mãe de Guri e Guria

Espaço das Mamães

Vamos Mamães

Mamãe do Pedro Augusto

Pai de cinco

Da fertilidade a Maternidade

Minha Mãe Não É Daqui

Mamãe Robô

Mundo Mãe

Espero que gostem! 🙂

Um beijo e ótima semana!!!! 

 

Vantagens de uma “viagem em família”

Em 21.12.2015   Arquivado em Mundo Mãe

Você já foi ou pretende viajar apenas com a sua família? Se ainda não viajou com o seu maior bem, confira os benefícios que uma simples viagem pode fazer para vocês!

  • Qualidade da relação

A vida agitada na cidade grande, deixa escasso a qualidade de tempo entre a família. Estresses, cansaço e trabalho dificultam as atividades coletivas, por isso, uma viagem é uma ótima desculpa para juntar a turma e se (re)curtirem.

  • Desenvolvimento emocional

A ansiedade e a depressão estão ligadas ao emocional do ser humano e, uma das coisas que ajuda a evitar esses males, é brincar junto com as crianças. Parar, sentar e ensinar algo novo para elas, parece não ser nada para os adultos, mas é comprovado o bem que isso faz aos menores e como influencia na segurança como pessoa.

  • Combate a obesidade

Quando a família se junta muitas brincadeiras são feitas, principalmente ao ar livre, e aumenta o consumo de energia da criança (e adultos). Essa é uma das principais estratégias para combater a obesidade infantil. Mas atenção: não vale ficar em frente a tv jogando video game. No máximo alguns minutos em frente ao kinect ou Nintendo Wii. 🙂

  • Sono disciplinado

Com lugares e atividades diferentes, as pessoas tendem a deixar de lado os aparelhos eletrônicos (seria ideal), o que é benéfico para o relógio biológico. A consequência desse detalhe é uma melhora significativa no sono, principalmente para os que sofrem com a insônia, seja adultos ou crianças.

  • Vida sociável

Nos primeiros dias ou primeiras horas, pode parecer um caos essa nova rotina da viagem, mas aos poucos você começa a perceber como é gostoso se socializar na vida real e não virtual. Sentar a mesa com pessoas que você ama, conversar sobre tudo e todos, revelar segredos e novas preferências, isso tudo torna os relacionamentos mais estreitos e seguros.

  • Histórias para vida

Como será lembrada essa viagem por você e pelos seus filhos? Histórias boas, engraçadas, de caos? A cada viagem são criadas memórias em todas as pessoas que participaram do feito. Cuide para que sejam momentos e memórias especiais!

Minha família fazendo trilha

Minha família em nossa última viagem a Manaus. Fizemos uma trilha com amigos. E sim, Pedro foi junto, com 1 ano e 2 meses) e amou!!! haha

As crianças crescem rápido. A vida está passando rápido demais. Planeje ao menos 1 viagem por ano para se curtirem e aprenderem mais sobre vocês mesmo. Qualidade de tempo é investimento, não subestime isso.

Há tempo para tudo: colher, plantar, comer, sonhar, trabalhar, realizar e descansar. “E também que todo o homem coma e beba, e goze de todo seu trabalho; isto é um dom de Deus.” Eclesiastes 3:13

Um beijo e até mais! ♥

Aproveite as férias para se divertir com os filhos

Em 09.12.2015   Arquivado em Mundo Mãe

O final do ano é um dos momentos mais propícios para reunir toda a família. Enquanto os pequenos ganham férias escolares, a maioria dos pais tem pelo menos um recesso próximo às festas de fim de ano. Nesse tempo livre, o que mais queremos e precisamos é de um período de descanso. Porém, é importante dedicar algumas horas do dia para brincar com os filhos.

Aproveite esses raros dias que todos estão em casa para se aproximar e até conhecer melhor as crianças. Seja qual for a atividade escolhida, estar com eles será fundamental para estreitar relacionamentos. Essa convivência dá confiança aos filhos, o que será importante em momentos futuros.

Como eles são os reis da diversão, deixe com as crianças a responsabilidade de programar as brincadeiras. É claro que você pode – e deve – orientá-los nesses momentos. Entre um pega-pega e um esconde-esconde, procure inventar ou incentivar atividades que ofereçam algum aprendizado. Mesmo de férias, nunca é exagero adquirir um conhecimento extra, que pode estar presente em livros, jogos e aplicativos.

Mas se você realmente precisar relaxar (até porque sabemos como é o pique das crianças), é possível transformar até a hora do descanso em um momento de convivência com os filhos. Diante de tanta correria, passeios e informações, é sempre interessante programar alguma atividade mais tranquila, sem sair de casa. Às vezes um almoço preparado com a ajuda das crianças pode unir a família e divertir muito mais do que um passeio no shopping, por exemplo.

Mesmo com todas essas dicas, lembre-se que nada em exagero faz bem. As crianças também precisam de um espaço, procure garantir isso a elas. Ainda que de forma diferente, os pequenos também vêm de um ano “regrado” na escola e merecem um tempo para ficar com os amigos ou até sozinhos.

Portanto, é possível e recomendável fazer de tudo nas férias: brincar, passear, descansar, aprender, ficar em casa, sair e o que mais vier a cabeça. Aproveite que esse pode ser um dos únicos momentos do ano que você terá tempo para tudo isso. Independente da atividade escolhida, o que importa é estar em família, em um clima tranquilo e feliz, para que 2016 comece com o pé direito.

*Esse texto foi escrito por Fabiany Lima. Fabiany é mãe de gêmeas, escritora de livros infantis e criou o aplicativo Timokids, que oferece livros e jogos socioeducativos com ilustrações em 3D narrados e legendados em 3 idiomas e que estimula a interação da família.

Beijos e até mais! <3

Página 1 de 41234