Carona solidária para ir a escola

Em 17.08.2016   Arquivado em Mundo Mãe

Tradicionalmente, o fluxo de veículos nas ruas e avenidas aumenta consideravelmente em período escolar, e é comum filas duplas em horários de pico como no período da manhã, horário de almoço e final da tarde. É uma maratona para muitos pais, mas outras pessoas acabam sendo prejudicadas pelo excesso de trânsito com reflexo para várias vias importantes da cidade.

Para ajudar a evitar congestionamentos, economizar despesas com o veículo e colaborar com o meio ambiente, o Blog Mamãe Antenada junto com a Ford dá algumas sugestões sobre atitudes básicas para formar um grupo de carona solidária, prática cada vez mais útil na alternância de automóveis para deslocamento de duas ou mais pessoas para a escola.

  1. Primeiro, é necessário selecionar interessados que vivem na mesma região e tenham crianças estudando na mesma escola ou em outras próximas.

  2. Definir claramente a rota e locais de ponto de encontro para busca e o retorno das crianças. Realizar um sistema de rodízio entre os pais, que pode ser semanal.

  3. Criar um grupo no celular para comunicação instantânea tipo Whatsapp, Telegram ou Mensenger, facilitando o contato direto entre os responsáveis. (Também ajuda a informar imprevistos durante o percurso) {Neste sentido, por exemplo, os carros da Ford possuem o sistema de conectividade SYNC, muito útil, porque opera por comando de voz e tem acesso aos recursos do celular, como telefone e navegador. Isso permite uma direção mais segura, com o motorista mantendo sempre as mãos no volante}

  4. Certificar-se sobre a segurança dos ocupantes antes de iniciar o trajeto. Mesmo em distâncias curtas, é obrigatório que todos estejam usando cinto de segurança, inclusive no banco traseiro, o que é exigido também para as crianças. Segundo resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), caso a criança tenha menos de 1,45 m de altura, é obrigatório ainda o uso de cadeiras infantis, que podem variar de acordo com idade e peso. {Nos veículos da Ford, eles vêm de fábrica com o sistema Isofix de fixação destes equipamentos, o mais seguro do mundo. Na linha de acessórios, tem ainda cadeiras infantis homologadas pelo Inmetro, órgão que fiscaliza a conformidade de produtos e serviços} 

    Tipos de cadeirinhas para transportar as crianças com segurança

    Tipos de cadeirinhas para transportar as crianças com segurança.

  5. Nunca parar em fila dupla porque, além de prejudicar o tráfego de outros veículos, as estatísticas mostram que podem causar acidentes. É recomendado chegar à escola com alguma antecedência, para pegar lugar apropriado para estacionar.

  6. Reunir todas as crianças durante embarques e desembarques, facilitando a organização para maior segurança.

  7. Manter os ocupantes entretidos, evitando agitação e “bagunça”.  Conforme a idade, alguns brinquedos ou jogos podem ajudar a passar o tempo, tornando o percurso uma experiência mais divertida e a chegada às aulas, mais prazerosa.

Aqui, em alguns dias da semana fazemos a carona solidária, pois Pedro tem um coleguinha que estuda na mesma escolinha e estamos torcendo para ano que vem outro vizinho entrar na mesma turma para aproveitarmos e compartilhar da carona solidária! 😉

Lembre-se: o trânsito consciente é uma responsabilidade de todos

Beijos e ótimo dia!! 

 

Sobre a Ford Motor Company

A Ford Motor Company é uma empresa global automotiva e de mobilidade, com sede em Dearborn, Michigan, nos Estados Unidos. Com cerca de 201.000 empregados e 67 fábricas no mundo, tem como principais atividades o projeto, manufatura, marketing, financiamento e serviços da linha completa de carros, caminhões, SUVs e veículos elétricos da Ford, assim como dos veículos de luxo da Lincoln. Ao mesmo tempo, a Ford investe agressivamente em oportunidades emergentes por meio do Ford Smart Mobility, plano da empresa para ser líder em conectividade, mobilidade, veículos autônomos, experiência do cliente e análise de dados. A companhia fornece serviços financeiros por meio da Ford Motor Credit Company. Para mais informações sobre a Ford, seus produtos globais ou a Ford Motor Credit Company, acesse www.corporate.ford.com.

Atenção com a lista de material escolar “abusiva”!

Em 25.01.2016   Arquivado em Mundo Mãe

Olá!!!

A volta às aulas está aí e muitos pais deixaram para em cima da hora a compra do material escolar. As papelarias estão cheias, os telefones não param de tocar para pedidos e eu notei uma grande diferença de uma lista para outra em meia hora que fiquei em uma papelaria. Por isso, vou esclarecer alguns iten que são considerados abusivos pelo PROCON – a nível nacional.

“A escola só poderá requerer os materiais utilizados nas atividades pedagógicas diárias do aluno (folha de sulfite, papel dobradura, tinta guache, lápis, caneta, borracha, etc), em quantidade coerente com as atividades praticadas pela mesma, sem restrição de marca.
Não pode ser incluso na lista, materiais de uso comum (produtos de higiene, limpeza, atividade de laboratório, etc), bem como os utilizados na área administrativa. A prática, além de abusiva, nos termos do artigo 39 do Código de Defesa do Consumidor, é proibida, como dispõe o parágrafo 7º do artigo 1º da Lei 9.870/99:
“Será nula cláusula contratual que obrigue o contratante ao pagamento adicional ou ao fornecimento de qualquer material escolar de uso coletivo dos estudantes ou da instituição, necessário à prestação dos serviços educacionais contratados, devendo os custos correspondentes ser sempre considerados nos cálculos do valor das anuidades ou das semestralidades escolares”.”
Ou seja, a escola pedir 100 folhas de papel dobradura, caneta para quadros, entre outros itens não considerados para uso exclusivo do aluno é totalmente proibido pela Lei e nós, consumidores, temos o amparo para conversarmos com a coordenadoria da escola sobre isso.
Abaixo estão alguns itens proibidos que o Procon do Maranhão, Sergipe e Rio de Janeiro fizeram para alertar os pais:
lista material proibido maranhão
lista material proibido de Sergipe
Lista de material proibido - Rio de Janeiro
Na lista de material da escolinha do Pedro tem apenas 5 itens e todos são para uso exclusivo dele durante todo ano letivo. Isso me deixa tranquila e mais segura da escolha que fizemos.
Conhece alguma escola que pediu material além do permitido? Conte aqui pra gente! É nosso trabalho defender nossa comunidade e fazer valer a Lei.
Beijos e ótima semana para todos nós!!! 
Siga a gente no Instagram: @blogmamaeantenada

A importância de acompanhar os filhos na educação

Em 13.01.2016   Arquivado em Mundo Mãe

Olá, mamães! Tudo bem?

Esse ano Pedro iniciará sua jornada pedagógica. rs Sim, ele irá para a escolinha por meio período e todos os dias me pego pensando em como será, como ele ficará, como será sua evolução com coleguinhas de sala e nas atividades organizadas pelas professoras. É uma mistura de sentimentos dentro de mim, mas o que prevalece são os bons, os positivos! ♥

Dentro dessa questão, onde tudo é novidade pra mim, Fabiany Lima escreveu sobre a importância dos pais no acompanhamento escolar dos filhos, e claro, vou aplicar tudinho com o Pedro! 🙂 Veja aqui que legal:

Toda mãe ou pai já deve ter ouvido falar que a educação é uma responsabilidade que deve ser dividida entre escola e família. Costumamos inclusive definir qual é o papel de cada um: enquanto a instituição de ensino deve passar o conhecimento intelectual, a função da família é associada ao comportamento, moral e valores das crianças. Mas não é bem assim que as coisas funcionam.

Assim como os professores ajudam a moldar o caráter dos pequenos, os pais também têm o dever de se envolver na formação intelectual de seus filhos. Isso começa desde os primeiros passos da criança na escola. Essa fase inicial, inclusive, é um dos momentos mais importantes para o desenvolvimento das crianças, pois é quando eles começam a entender (ainda que sem perceber) as funções daquele ambiente.

É essencial que os pais caminhem junto no crescimento e nos novos aprendizados adquiridos pelos filhos. Incentivar práticas como a leitura, a lição de casa e o estudo pode ser essencial para o futuro deles. Só estando próximo das crianças será possível identificar quais são suas maiores dificuldades e, desde cedo, orientá-las ou procurar uma ajuda profissional (seja um professor particular ou um psicólogo, por exemplo), caso seja necessário.

Acompanhar os estudos também é uma atitude fundamental para estreitar os laços com os filhos. Eles precisam saber que você está ali para ajudar, guiar e, claro, cobrar. Ter esse apoio é importante para que as crianças tenham segurança e não fiquem sem rumo quando estiverem com dificuldades. Com o tempo, não será mais você que seguirá cada passo delas na escola, mas serão elas que virão até você contando as novidades do colégio ou pedindo ajuda.

É claro que tudo tem um limite. Tenha atenção para preservar o espaço e o tempo livre dos pequenos. Reserve um horário para a diversão, não cobre resultados e respeite as preferências deles. Convenhamos também que, depois de um dia inteiro na escola, a última coisa que as crianças querem fazer é estudar. A melhor forma de agregar um conhecimento dentro de casa é incentivando atividades que misturem aprendizado e diversão, o que pode acontecer por meio de programas de tv’s, jogos e aplicativos.

Portanto, transmitir conhecimento não é uma tarefa exclusiva da escola. Os pais precisam estar sempre alertas ao que acontece no colégio, inclusive agregando novos aprendizados. Uma atitude proativa em relação ao ensino certamente vai trazer um relacionamento mais próximo entre pais e filhos, além de ser um fator determinante para o bom desenvolvimento das crianças.

Bacana, não é? E você, tem acompanhado seus filhos no conhecimento intelectual? Ou, assim como eu, começará esse ano e está ansiosa aguardando esse momento? rs

Beijos e até mais! ♥

*Fabiany Lima é mãe de Gêmeas, escritora de livros infantis e criou o aplicativo Timokids, que oferece livros e jogos socioeducativos com ilustrações em 3D narrados e legendados em 4 idiomas e que estimula a interação da família.