Os diferentes tipos de câncer de mama

Em 26.09.2016   Arquivado em Mundo Mãe

Hoje vamos falar de um tema sério, mas muito importante para as mulheres ficarem por dentro do tema — os diferentes tipos de câncer de mama. A doença que apesar de ter cura, é a doença que mais incide em mulheres no Brasil. A doença é relativamente rara em mulheres antes dos 35 anos e passa a ser mais comum a partir dos 50 anos.

 

O câncer de mama surge quando ocorre um erro na formação celular, como alterações genéticas do DNA, que passam a se dividir de forma desordenada, substituindo os tecidos saudáveis. Existem diferentes tipos de câncer de mama, que podem ser causados por herança genética, obesidade, menopausa tardia, tabagismo, reposição hormonal e menstruação precoce.

 

A descoberta da doença é sempre muito impactante, mas para prevenir-se, é necessário que você esteja bem informada e visite seu médico periodicamente. Há tumores que variam de tamanho, densidade e origem. Os diagnósticos do câncer de mama levam em conta os estágios da doença, que variam de 0 a 4, sendo que o grau de gravidade vai do menor para o maior.

seios com uma flor ao meio

 

Vou listar abaixo os tipos de câncer de mama:

 

Carcinoma Ductal In Situ – é o câncer de mama em sua fase inicial, sem risco de desenvolvimento de metástase. Este estágio é considerado pré-câncer e deve ser acompanhado.

 

Carcinoma Lobular Invasivo – mais comum tipo de câncer de mama, onde se origina do lóbulo mamário, apresenta característica de desenvolvimento rápido da doença e urgência em ser tratado, pois pode se espalhar para outras partes do corpo.

 

Carcinoma Ductal Invasivo – este tipo de câncer de mama se inicia em duto de leite e cresce pelo tecido adiposo da mama. É relacionado ao desenvolvimento do câncer na outra mama e no sistema reprodutor.

 

Características dos tipos de câncer de mama

 

Tanto os tipos de câncer de mama denominados ductal ou lobular, in situ ou invasivo, todos eles devem ser testados quanto à presença de receptores para os hormônios femininos estrógeno e progesterona. Esses hormônios são proteínas e estão localizados na parte externa da célula, que indicam ou não o crescimento do tecido tumoral.

 

Estas proteínas receptoras, ao receberem respostas positivas, indicam o melhor tratamento para o tipo do câncer.

 

O câncer de mama é grave, e quanto mais cedo for descoberto, mais chances tem de cura. Por isso, é muito importante que você faça o autoexame do toque e realizar exames periódicos de mamografia, especialmente se você tiver mais de 50 anos.

Se cuidar é sempre importante!!!

Beijos!

Quais doenças o mastologista pode ajudar a prevenir?

Em 18.08.2016   Arquivado em Mundo Mãe

Vamos falar um pouco sobre a saúde de nós, mulheres? 

cancer de mama

Prevenir doenças é a melhor e mais sensata decisão que se pode tomar para manter a saúde em dia e, mesmo quando é necessário se submeter a um tratamento ou procedimentos cirúrgicos, sempre o melhor caminho é o da medicina preventiva, pois como o nome já diz, tudo quando descoberto no estado inicial é sempre mais fácil de resolver e quando não há nenhuma doença melhor ainda, é bom para se conhecer e saber que está tudo bem.

Os profissionais de saúde nos orientam para ter atenção quanto a saúde física e mental, estamos em uma época em que se trabalha muito, são muitos os compromissos diários, as informações que chegam até nós a todo o momento, e ainda ter tempo para se cuidar, estar com os amigos, família, ter tempo para o romance e ser saudável e feliz.

É possível lidar com tudo isso, claro que não ao mesmo tempo, o ideal é administrar melhor o tempo para caber tudo sem causar estresse, por isso é importante fazer exercícios. Foi comprovado que atividade física, se você não quiser ir para academia pode ser até caminhadas regulares, o que não pode é deixar de se mexer para melhorar o condicionamento físico, bom para emagrecer e manter o peso, ter mais disposição entre outros benefícios.

Bem, mas a proposta é falar sobre quais as doenças em que o mastologista pode ajudar, uma delas é o câncer de mama que é uma doença perigosa e silenciosa, mas pode ser detectada no estágio inicial o que favorece o tratamento com possibilidade de cura de 100%.

O médico mastologista não se limita apenas a uma doença, por conta do câncer de mama ser a doença que requer mais atenção na mídia, outras patologias sérias que podem acometer a mama não são muito citadas, dentre elas estão: mastite, tumores benignos na mama, alterações funcionais e outras que para serem diagnosticadas corretamente é preciso consultar o médico mastologista.

Hoje em dia, além da mamografia há outros exames de mama que o médico pode solicitar, um deles é o tomossíntese que é um exame avançado que fornece imagens em 3D e bidimenssional, com ele as chances de detecção de doenças, incluindo o câncer de mama é superior a mamografia digital, um dos mais eficazes, mas a decisão quanto ao tipo de exame que a paciente irá fazer é do médico.

O importante é não deixar de consultar seu médico e ficar bem com sua saúde, ok?! 🙂

Beijos!!!