Método Montessoriano – O que é? | Especial Montessori

Em 15.09.2016   Arquivado em Mundo Mãe

Olá, tudo bem? Hoje vamos falar um pouco sobre o Método Montessoriano que vem sendo cada vez mais discutido e querido pelas famílias brasileiras.
Quando estava grávida do Pedro, pesquisei muito a respeito desse quarto, brinquedoteca e amei, mas por ser “novidade” no país 3 anos atrás, as coisas para montar o cômodo ainda eram muito caras e de difícil acesso, por isso fiz o quarto tradicional para ele. Hoje vou contar como esse método surgiu! Sabia que ele foi aplicado primeiramente nas escolas? Confira aqui:

1a

O que é

O Método Montessori é um conjunto de saberes, práticas e propostas cuja metodologia dá ênfase a independência, liberdade com limites e respeito pelo desenvolvimento natural das habilidades físicas, sociais e psicológicas da criança.

A educadora, imbuída do dom da pesquisa científica e do olhar observador, Maria Montessori, analisou o comportamento infantil, sua inegável espontaneidade, e a partir desta avaliação elaborou a metodologia mais apropriada para elas. Entre suas inovações destaca-se a construção de um ambiente escolar próprio para a infância, distinto do universo adulto no qual as crianças não se encaixam.

O método Montessori opõe-se aos métodos tradicionais que não respeitam as necessidades e os mecanismos evolutivos do desenvolvimento natural da criança. O ponto mais importante do método é a possibilidade de libertar a verdadeira natureza do indivíduo, para que esta possa ser observada, compreendida, e para que a educação se desenvolva com base na evolução da criança, e não o contrário.

Montessori no quarto

Na mesma linha se propõe um ambiente doméstico, onde os objetos – brinquedos, espelhos, mesinhas e outros, destacados por Montessori – tem papel preponderante no seu trabalho educativo, pois pressupõe a compreensão das coisas a partir delas mesmas, tendo como função a estimular e desenvolver na criança  um impulso interior que se manifesta no trabalho espontâneo e individual de cada pessoa.

quarto mobiliado no estilo montessouriano

Exemplo de quarto montessoriano. Imagem: Pinterest

Com objetos acessíveis e seguros, a criança tem liberdade para explorar seus limites e testar a si mesma e ao ambiente, dando vazão à curiosidade e encontrando meios e caminhos para internalizar experiências ricamente úteis. Assim, recomenda-se organizar o quarto e outros ambientes para a criança e não para o adulto, seguindo na perspectiva da criança com empatia e possibilitando tal exploração de forma segura e saudável.

{Aguarde que semana que vem terão lindos quartinhos para você se inspirar! 😉 }

Sobre a autora

Maria Montessori, italiana, foi uma educadora, médica, católica cristã e pedagoga. Ao ser impedida de clinicar (na época não se admitia uma mulher examinando o corpo de um homem), iniciou um trabalho com crianças com necessidades especiais na clínica da universidade, vindo posteriormente dedicar-se a experimentar em crianças, sem comprometimento algum, os procedimentos usados na educação dos que tinham algum comprometimento. Observou, também, crianças que brincavam nas ruas e criou um espaço educacional para estas crianças – a Casa dei Bambini.

Tornou-se então conhecida pelo método educativo que desenvolveu e que é muito praticado, sobretudo na Europa.

8a

Gostou? Já conhecia? Você usou ou usa esse método na sua casa?

Na próxima semana falaremos dos quartos! Terá dicas de móveis, exemplos de quartinhos e tudo acessível para nós! ♥ Já penso em fazer esse método para o próximo baby!! hahaha

Se você ficou curioso e quer saber mais sobre “montessoriano”, indico a página Ticos e Piticos! Estou encantada por ela!

Beijos e até mais!!! 

Esse post foi feito em parceria com Ticos e Piticos.

Comentários

comentário

  • Bárbara

    Em 15.09.2016

    Minha filha estuda em escola Montessori há 4 anos e vejo no dia a dia os benefícios da educação. Aprendemos a lidar com o método em.casa também. Ótimo post!

  • melissa

    Em 15.09.2016

    Sou fã do trabalho das escolas montessorianas, respeitam o desenvolvimento infantil e estimulam a autonomia.

  • Jaqueline Bernardo

    Em 15.09.2016

    Não conhecia assim tão a fundo o método e a criadora amei o post bem esclarecedor!