Categoria "Alimentação"

Para a fruta não estragar, vamos congelar!

Em 12.05.2015   Arquivado em Alimentação
frozen fruit by_m_e_z_z

foto by m_e_z_z

Semana passada ganhei mamões da avó do meu esposo! Hummm que delícia! Mas aqui em casa, Pedro estava com o intestino solto por causa dos dentes, por isso os deixei na fruteira já que não estavam tão maduros.

Passaram os dias, o mamões continuaram por ali, o baby melhorava e piorava eu e o marido não sentimos “fome” de mamão rs … até que eles começaram a passar do tempo. Procurei o que fazer para não ter que jogar fora e eis que encontro uma tabela ( <3 ) ensinando a congelar frutas e quero muito compartilhar com vocês! Olha só que legal:

Como congelar frutas
Como congela frutas cont

O que eu fiz com os mamões? Lavei, separei as porções dos mamões em forma de polpa e congelei em potes individuais! Fácil e simples, né? Não joguei frutas no lixo e agora tenho também polpa congelada para fazer uma vitamina para ele assim que esses dentes nascerem! 🙂

Espero que essa planilha seja útil pra vocês assim como foi para mim!

Beijos e até mais!!!

Fonte: Electrolux

Papinhas salgadas! Yummy

Em 06.05.2015   Arquivado em Alimentação

Semana passada comecei a falar sobre a introdução alimentar do Pedro e contei sobre a parte dos sucos e frutas. Hoje vou falar das papinhas salgadas, vamos lá?


Dentre a lista de “material” que o pediatra me deu para iniciar a alimentação do Pedro, consta uma lista chamada “Papa de Hortaliças e Cereais”, onde me baseio até hoje para fazer a comida do baby. Ela é assim:

 

A – Carne: vaca, frango, miúdos (fígado, moela, coração) 100grs.

B – Cereais: arroz, farelo de aveia, farelo de germe de trigo, macarrão, fubá (1 colher de sopa) nunca fiz com fubá

C – Feculentos: batata, cará, inhame, mandioca, batata doce.

D – Legumes*: (cenoura, abóbora, beterraba), (abobrinha, quiabo, chuchu, vagem, brócolis), (berinjela, couve-flor, nabo, aipo, mandioquinha) 

E – Verduras: alface, couve, espinafre, escarola, repolho, chicória, acelga, agrião, rúcula, etc.

F – Leguminosos: (após 7 meses) feijão, soja, lentilha, grão de bico, ervilha

G – Temperos: sal, cebola, alho, cheiro verde, manjericão, alecrim, coentro.

H – Óleo vegetal (2 – 3 colheres de chá), azeite ou margarina (1 colher de chá)

 

*Os legumes estão separados por parênteses por causa do grupo de cor. Como o Pedro é bem branquinho, é recomendado não misturar cenoura com beterraba, por exemplo, pois ambos tem cores fortes.

 

No modo de preparo, separava todos os ingredientes. No início não refogava a carne, colocava 500ml de água fria (filtrada), adicionava a carne e esperava abrir fervura. Aos poucos adicionava um tipo de cereal, logo após um tipo de feculento, hortaliças e, por último, a verdura. Após tudo estar cozido, retirava os pedaços de carne e amassava com um garfo o restante para ficar o Pedro já notar uma certa consistência. Ele nunca engasgou. Os bebês tem o chamado “Reflexo de Gag que é um importante mecanismo de defesa contra engasgo, e que no bebê, ele é anteriorizado fazendo cuspir antes que o alimento chegue na garganta. (Prometo falar mais sobre o Reflexo de Gag aqui no blog.)

 

Apenas quando fazia papinha com beterraba, por ela ser mais durinha, batia no mixer para ela ficar com pedaços menores, pois se deixasse toda a papinha ferver apenas por causa da beterraba, os nutrientes dos demais ingredientes se perderiam.

 

Hoje, antes de adicionar a água filtrada, refogo a carne ou frango com óleo de canola, alho e cebola… dá um gostinho a mais na papinha e a deixa super gostosa! <3

 

Confesso aqui que já estou com saudades de fazer comidinha para o Pedro. Ele está com 10 meses e sei que logo mais o pediatra falará que ele já pode comer a nossa comida. Sei que ficará bem mais fácil e tranquilo para mim, que não precisarei carregar a papinha congelada dele pra lá e pra cá, mas sou sentimental. Haha Hoje ele já come carninha desfiada, gema de ovo, peixe tudo em pedacinhos. É uma gostosura ver como mastiga! Rs

 

Espero ter ajudado, pois sei bem como mil pensamentos tomam a nossa mente com medo de errar na hora da alimentação do baby. O que mais queremos é ver os números da balança – deles- subindo! <3

 

Beijos!

 

Ah, se tiver alguma dica ou sugestão é só deixar aqui embaixo nos comentários! 🙂

Introdução Alimentar

Em 28.04.2015   Arquivado em Alimentação

Olá, mamães e futuras mamães! Como estão?

As terças-feiras falaremos sobre papinhas, frutas, alimentos em geral dos bebês até idade indeterminada.. rs

Confesso que na consulta de 5 meses do Pedro, quando o pediatra me disse:  “vamos falar sobre a introdução alimentar do Pedro…” a partir desse momento não consegui escutar mais nada, absolutamente NADA! Meu pensamento era somente: “Como assim? Não serei a única fonte de alimento para meu filho? Ele não vai mais depender só de mim? Ele está começando a ser independente!!!!!!!!” hahahaha Pois é, sou trágica! Meus olhos encheram de lágrimas e aí, só escuto o pediatra dizer: “entendeu?”

Oi? Como assim? Entendi o que, doutor? Que outras pessoas vão poder me ajudar nessa tarefa? Ótimo! Que eu terei que diminuir as mamadas? Não muito! Mas espera um momento… me ajuda e começa do início! Com a bondade em pessoa, o doutor explicou tudo novamente. Consegui ouvir um pouco, mas acho que viu meu “estado de choque” e disse que eu aprenderia mais na prática e a receita com a lista de todos os ingredientes iria me auxiliar e muito no início (confesso que até hoje me ajuda).

Sim, vim chorando do consultório até a minha casa. Foi uma mistura de sentimentos bons, egoístas, ótimos e novos. Meu marido perguntando o que houve sem entender nada dos meus pensamentos… minha mãe rindo quando contei a ela ao telefone… mas a gente se entende. Não é? (Diz que siiiiimmmm!!!)

Pedro teve amamentação exclusiva até os 5 meses e meio. A introdução alimentar dele não começou aos 6 meses exatos, porque caiu bem no Natal (muita gente, agitação, mudança de rotina por causa das festas) e logo em seguida, dia 29, fomos para Manaus (mudança de ambiente, clima, fuso horário, pessoas que convive habitualmente), na casa dos meus sogros passar virada de ano e um pouco das férias , ou seja, por TODOS esses fatores, decidimos antecipar um pouco a introdução para ele não “sofrer” com tanta mudança e ter menos o leite materno em meio a isso tudo!

Pois bem, peguei a câmera para filmar a carinha dele quando tomasse pela primeira vez o suco em uma linda manhã. A cara do bebê? Amou! Dias depois foi a vez das frutas, também não teve careta, só choro quando acabava. Mesma coisa com a papinha salgada! Acho que vou conseguir pegar uma careta quando der limão mais pra frente! 😡 (até parece!)

Aqui em casa foi assim:

Pedro tomando suco de beterraba

Pedro tomando suco de beterraba

Introdução Alimentar

Primeira semana = Sucos

  • Laranja Lima
  • Cenoura
  • Beterraba

Suco de cenoura e beterraba faço na centrífuga. Basta coloca-los sem casca que sai o próprio suco deles. Não precisa adicionar água e açúcar.

O início foi com 20 ml, aumentando 20 ml por dia até chegar em 100 ml.

Segunda semana: Papa de frutas

  • Mamão
  • Pêra
  • Maça
  • Banana (maçã ou prata)

O início foi com 5 colheres de chá, aumentando 5 colheres de chá por dia até 100gr.

Depois, foi a papinha salgada no almoço, mas aí fica pra semana que vem com receitinhas! <3

Como foi a Introdução alimentar por aí? Já começaram? Estão pesquisando muito para começar? Conte aqui pra gente!!
*Muito importante consultar o pediatra antes de introduzir novos alimentos para o bebê!

Página 7 de 71234567