Quais doenças o mastologista pode ajudar a prevenir?

Em 18.08.2016   Arquivado em Mundo Mãe

Vamos falar um pouco sobre a saúde de nós, mulheres? 

cancer de mama

Prevenir doenças é a melhor e mais sensata decisão que se pode tomar para manter a saúde em dia e, mesmo quando é necessário se submeter a um tratamento ou procedimentos cirúrgicos, sempre o melhor caminho é o da medicina preventiva, pois como o nome já diz, tudo quando descoberto no estado inicial é sempre mais fácil de resolver e quando não há nenhuma doença melhor ainda, é bom para se conhecer e saber que está tudo bem.

Os profissionais de saúde nos orientam para ter atenção quanto a saúde física e mental, estamos em uma época em que se trabalha muito, são muitos os compromissos diários, as informações que chegam até nós a todo o momento, e ainda ter tempo para se cuidar, estar com os amigos, família, ter tempo para o romance e ser saudável e feliz.

É possível lidar com tudo isso, claro que não ao mesmo tempo, o ideal é administrar melhor o tempo para caber tudo sem causar estresse, por isso é importante fazer exercícios. Foi comprovado que atividade física, se você não quiser ir para academia pode ser até caminhadas regulares, o que não pode é deixar de se mexer para melhorar o condicionamento físico, bom para emagrecer e manter o peso, ter mais disposição entre outros benefícios.

Bem, mas a proposta é falar sobre quais as doenças em que o mastologista pode ajudar, uma delas é o câncer de mama que é uma doença perigosa e silenciosa, mas pode ser detectada no estágio inicial o que favorece o tratamento com possibilidade de cura de 100%.

O médico mastologista não se limita apenas a uma doença, por conta do câncer de mama ser a doença que requer mais atenção na mídia, outras patologias sérias que podem acometer a mama não são muito citadas, dentre elas estão: mastite, tumores benignos na mama, alterações funcionais e outras que para serem diagnosticadas corretamente é preciso consultar o médico mastologista.

Hoje em dia, além da mamografia há outros exames de mama que o médico pode solicitar, um deles é o tomossíntese que é um exame avançado que fornece imagens em 3D e bidimenssional, com ele as chances de detecção de doenças, incluindo o câncer de mama é superior a mamografia digital, um dos mais eficazes, mas a decisão quanto ao tipo de exame que a paciente irá fazer é do médico.

O importante é não deixar de consultar seu médico e ficar bem com sua saúde, ok?! 🙂

Beijos!!! 

Carona solidária para ir a escola

Em 17.08.2016   Arquivado em Mundo Mãe

Tradicionalmente, o fluxo de veículos nas ruas e avenidas aumenta consideravelmente em período escolar, e é comum filas duplas em horários de pico como no período da manhã, horário de almoço e final da tarde. É uma maratona para muitos pais, mas outras pessoas acabam sendo prejudicadas pelo excesso de trânsito com reflexo para várias vias importantes da cidade.

Para ajudar a evitar congestionamentos, economizar despesas com o veículo e colaborar com o meio ambiente, o Blog Mamãe Antenada junto com a Ford dá algumas sugestões sobre atitudes básicas para formar um grupo de carona solidária, prática cada vez mais útil na alternância de automóveis para deslocamento de duas ou mais pessoas para a escola.

  1. Primeiro, é necessário selecionar interessados que vivem na mesma região e tenham crianças estudando na mesma escola ou em outras próximas.

  2. Definir claramente a rota e locais de ponto de encontro para busca e o retorno das crianças. Realizar um sistema de rodízio entre os pais, que pode ser semanal.

  3. Criar um grupo no celular para comunicação instantânea tipo Whatsapp, Telegram ou Mensenger, facilitando o contato direto entre os responsáveis. (Também ajuda a informar imprevistos durante o percurso) {Neste sentido, por exemplo, os carros da Ford possuem o sistema de conectividade SYNC, muito útil, porque opera por comando de voz e tem acesso aos recursos do celular, como telefone e navegador. Isso permite uma direção mais segura, com o motorista mantendo sempre as mãos no volante}

  4. Certificar-se sobre a segurança dos ocupantes antes de iniciar o trajeto. Mesmo em distâncias curtas, é obrigatório que todos estejam usando cinto de segurança, inclusive no banco traseiro, o que é exigido também para as crianças. Segundo resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), caso a criança tenha menos de 1,45 m de altura, é obrigatório ainda o uso de cadeiras infantis, que podem variar de acordo com idade e peso. {Nos veículos da Ford, eles vêm de fábrica com o sistema Isofix de fixação destes equipamentos, o mais seguro do mundo. Na linha de acessórios, tem ainda cadeiras infantis homologadas pelo Inmetro, órgão que fiscaliza a conformidade de produtos e serviços} 

    Tipos de cadeirinhas para transportar as crianças com segurança

    Tipos de cadeirinhas para transportar as crianças com segurança.

  5. Nunca parar em fila dupla porque, além de prejudicar o tráfego de outros veículos, as estatísticas mostram que podem causar acidentes. É recomendado chegar à escola com alguma antecedência, para pegar lugar apropriado para estacionar.

  6. Reunir todas as crianças durante embarques e desembarques, facilitando a organização para maior segurança.

  7. Manter os ocupantes entretidos, evitando agitação e “bagunça”.  Conforme a idade, alguns brinquedos ou jogos podem ajudar a passar o tempo, tornando o percurso uma experiência mais divertida e a chegada às aulas, mais prazerosa.

Aqui, em alguns dias da semana fazemos a carona solidária, pois Pedro tem um coleguinha que estuda na mesma escolinha e estamos torcendo para ano que vem outro vizinho entrar na mesma turma para aproveitarmos e compartilhar da carona solidária! 😉

Lembre-se: o trânsito consciente é uma responsabilidade de todos

Beijos e ótimo dia!! 

 

Sobre a Ford Motor Company

A Ford Motor Company é uma empresa global automotiva e de mobilidade, com sede em Dearborn, Michigan, nos Estados Unidos. Com cerca de 201.000 empregados e 67 fábricas no mundo, tem como principais atividades o projeto, manufatura, marketing, financiamento e serviços da linha completa de carros, caminhões, SUVs e veículos elétricos da Ford, assim como dos veículos de luxo da Lincoln. Ao mesmo tempo, a Ford investe agressivamente em oportunidades emergentes por meio do Ford Smart Mobility, plano da empresa para ser líder em conectividade, mobilidade, veículos autônomos, experiência do cliente e análise de dados. A companhia fornece serviços financeiros por meio da Ford Motor Credit Company. Para mais informações sobre a Ford, seus produtos globais ou a Ford Motor Credit Company, acesse www.corporate.ford.com.

7 alimentos proibidos antes do 1º ano de vida

Em 16.08.2016   Arquivado em Alimentação

Pois é, são tantas mudanças em tão pouco tempo na fase do bebê, e a alimentação é uma delas. Deixar o bebê degustar, conhecer o gosto de cada fruta, legume pode ser uma aventura! Mas sabia que tem alimentos que são considerados proibidos para bebês que ainda não tem 1 ano de vida? Abaixo conto quais são eles:

7 alimentos proibidos

Sal

Temperar a comida com cebola, alho, temperos naturais dão, sem dúvida, mais sabor ao alimento. O sal intrínseco, já presente nos alimentos, são o suficiente para o paladar do bebê. Além do que, adicionar sal na comida pode mascarar o sabor real do alimento, e queremos que o bebê conheça o sabor do alimento, não é?

Açúcar

O bebê só conhece o gosto do leite, seja materno ou artificial. Ele não tem noção do que é doce ou salgado. Quando perguntei ao pediatra do Pedro como adoçava o suco de maracujá e ele me respondeu para dar puro, para apenas adicionar água, eu fiquei pasma! rs Ri no consultório e falei “coitado do meu filho!!!”  E aí ele me explicou que para o Pedro seria um suco maravilhoso, mas qd eu adicionasse o açúcar, ele perceberia a diferença.  Fato! Pedro toma até hoje suco de maracujá PURO!!! ( e ama!)

Mel

Amostras de mel apresentam bactérias causadoras do botulismo intestinal, e os pequenos não conseguem expeli-las o que pode causar reações adversas como tremedeira, moleza no corpo, e falta de apetite. Essas bactérias apresentam 5% das causas de morte súbita nos bebês. Então é bom evitar!

Cafeína

O café te deixa acordado, correto? Você, um adulto! Imagina o que faz no organismo de um bebê. É super contra indicado, pois pode alterar sono, oscilar humor e irritar estômago e intestino.

Chocolate

Praticamente a mesma coisa da cafeína, além de serem ricos em açúcar e gorduras!! Péssimo para um BEBÊ, não é?

Refrigerante

Gás, açúcares, corantes, pouquíssima concentração de suco da fruta… Se não faz bem nem pra adulto, porque dar a um bebê?

Alimentos que podem ser alérgicos

Frutas vermelhas (morango, amora, entre outros), kiwis, mariscos, leite de vaca,  amendoins, petit suisse industrializados e, em alguns casos particulares a clara do ovo, deve esperar até os 12 meses de vida do bebê para introduzir em sua alimentação.


Consulte o pediatra e tire dúvidas em relação a alimentação do seu filho. Esse é um período gostoso e delicado, pois alguns “erros” cometidos agora, pode trazer consequências nada saudáveis no futuro da criança.

Calma, vai chegar o tempo dela comer guloseimas e até feijoada! rs Aproveite cada momento e curta cada fase do seu bebê! 🙂

Beijos!!! 

Afinal, o que é “PAI”?

Em 12.08.2016   Arquivado em Mundo Mãe
Pedro brincando com o papai Thiago aos 4 meses de vida

Pedro brincando com o papai Thiago aos 4 meses de vida <3

Já estamos comemorando o Dia dos Pais, ansiosos por esse dia, seja para felicitar pela primeira vez com o filho em casa, ou com o baby na barriga. Aqui vamos para o terceiro ano de comemoração e Pepê já me disse que fez um presente lindo para o papai na escolinha. rs (até eu estou ansiosa pra saber o que é haha)

Mas afinal, o que é um pai?

  • Pai é aquele que sabe o sentido da palavra “pai”, assim que o bebê nasce. Verdade! Poucos homens conseguem sentir o calor da emoção como nós, mães, e não devemos brigar ou ficar aborrecidas por causa disso, afinal, o bebê está em nós! Por mais que falemos que o bebê está mexendo, com soluço, para o parceiro, o bebê “só está lá”.
  • Pai é aquele que tem 5 dias de licença paternidade e as vezes fica os 5 dias ao lado da mulher em casa acompanhando e se ajustando essa nova rotina, e as vezes da uma saidinha, pois é muita informação em pouco tempo. (risos das mulheres para esse final)
  • Mas também tem pai que planeja as férias para o nascimento do bebê sendo um suporte para  a mãe – ou não. rs

Há inúmeros pais por aí. Não tem um modelo padrão, certo, mas há aqueles que se sobressaem de uma forma especial, pois são pais presentes, pais amorosos, pais que amam suas esposas e pais que são companheiros.

Pedro com 1 mês recebendo carinho do papai

Pedro com 1 mês recebendo carinho do papai

Paternidade ativa

Abaixo cito dicas de como ter uma paternidade mais ativa dentro de casa. Sim, mamãe, você pode ter um paizão fazendo algumas ações como essas no dia-a-dia:

Compartilhe – Ninguém nasce sabendo, e cuidar de um bebê não é uma tarefa fácil. Ao compartilhar o mínimo de conhecimento sobre a rotina do filho, a mãe pode ajudar o pai a perder o medo e participar ainda mais dos cuidados.

 

Divida a responsabilidade – Ao longo do dia, são muitas as vezes em que o bebê precisa ser amamentado e ter sua fralda trocada. Para a mãe, essa rotina, por mais que faça parte dos primeiros meses de vida materna, é cansativa. Por isso, quando o pai estiver por perto, delegue algumas tarefas para que você possa se alimentar e tomar um banho com mais tranquilidade. Assim, o pai também vai se tornando tão responsável como a mãe.

 

Na madrugada – Bebês recém-nascidos mamam de hora em hora, inclusive de madrugada. Essa é uma oportunidade para o pai participar, seja levando o bebê até a mãe para ser alimentado, colocando-o para arrotar ou trocando a fralda.

 

Não critique – Cada um tem seu jeito de cuidar do bebê, e se o pai faz diferente de você, isso não quer dizer que ele está fazendo errado. É apenas o jeito dele. Isso vale também para a forma como ele brinca e estimula o neném. Não o censure.

 

Momento pai e filho – Permita que eles tenham o momento deles, seja lendo historinhas, cantando ou brincado. Além de fortalecer o vínculo entre eles, esse tipo de contato também incentiva o desenvolvimento das crianças.

 

Tarefas de casa – Os pais também podem compartilhar com a mãe as tarefas com a casa, preparando a comida, colocando a roupa para lavar, enfim, contribuindo de alguma forma para que essas responsabilidades não sejam apenas da mãe.

 

Incentive a paternidade ativa – Ninguém se torna pai de um dia para o outro. É preciso praticar, se envolver e estar disposto a cuidar do filho em todos os sentidos, não apenas financeiramente, mas também  emocionalmente,  construindo vínculo dia após dia. E a mãe tem o papel de envolver o pai e não o excluir dessa missão de ser participativo.

thiago trocando Pedro

Aqui em casa foi o papai que trocou o primeiro cocô ainda lá no hospital <3

O pai do Pedro

Thiago é um pai especial e meu amor por ele cresceu demais ao ver o quão bom pai ele é. Desde pequena orava para ter um marido temente a Deus, fiel a mim… com o tempo e meu amadurecimento, notei que precisava aumentar alguns “itens” da lista e pedi que meu marido fosse companheiro, líder, um bom pai, participativo e exemplo. Graças a Deus tive meu pedidos atendidos e fui surpreendida ao vivenciar a palavra “companheirismo” no meu lar.

Pedro sendo abraçado pelo papai

Pedro sendo abraçado pelo papai

Eu e Thiago sempre nos divertimos quando estamos juntos e amo quando ele me faz rir, mas amo ainda mais quando Pedro sorri/gargalha pra ele. Amo quando Thiago lava louça (desde que a barriga estava pesada até os dias de hoje) e amo ainda mais quando troca fralda do Pepê, independente se tem xixi ou cocô. Amo quando posso ficar mais um tempo na cama dormindo, pois meu marido fica distraindo o baby na sala até eu querer levantar. Ah, e não preciso me preocupar com o café da manhã do Pedro e dele, pois Thi se vira e faz tudo muito bem e com amor.  

thiago e Pedro na cama fazendo exercícios

Thiago ensinando pedro a ficar com a cabeça erguida aos 3 meses

Desde que me casei, era bitolada com limpeza de casa. Fui aconselhada por um psicólogo a repensar, pois teria Toc e não seria nada bom pra mim e pra minha família e graças ao Thiago consegui desapegar e entender que assistir uma série ao lado dele o faria (e me faria) muito mais feliz do que varrer a casa 3x por dia. Entendi também que quando passava o dia inteiro na cozinha preparando as papinhas/comidas do Pedro para a semana, podíamos pedir uma pizza ou lanche para nós dois, pois ele queria que eu descansasse e eu realmente precisava descansar.

Hoje, vendo Pedro com 2 anos e notando as diferenças de brincadeiras, carinho e conversas que ele tem comigo, com o pai e com nós dois juntos, sei o quão importante é ter um pai presente, um pai que conversa, um pai que compartilha e um pai que é PAI. Meu desejo é que toda família tenha um pai maravilhoso como Pedro tem aqui em casa! 🙂

pedro e thiago com a camiseta do Corinthians

Pedro aos 7 meses “assistindo” jogo do corinthians com o papai

Um pai que entende e compreende

Acho que é essa a questão. Um pai não vivencia tudo que uma mãe passa, e não precisa vivenciar, apenas precisa entender, compreender. Passamos por inúmeras transformações físicas, psíquicas, emocionais, deixamos de viver para nós por um período (cada mulher tem seu tempo), e até nos reencontrarmos conosco mesmo pode levar um tempo e não precisamos de mais pressão, ainda mais de alguém que divide o mesmo teto. Precisamos ser amadas, precisamos ser respeitadas, precisamos de apoio e precisamos ser entendidas.

Isso que faz um bom pai: entende a mulher e a consequência é ser um ótimo pai.

Beijos e Feliz Dia dos Pais!!!

Dedico esse texto ao melhor pai do mundo que Pedro poderia ter: Thiago, meu marido. Te amo!
Pedro com o papai depois de um banho de piscina

Pedro com o papai depois de um banho de piscina

 

Fonte: Bepantol® Baby

Página 1 de 2912345... 29Próximo